Templates da Lua

Créditos

Templates da Lua - templates para blogs
Essa página é hospedada no Blogger. A sua não é?

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Ganância de Cada Dia

Devastação. Essa é a melhor palavra para resumir o que o meio-ambiente brasiliense está vivenciando no momento. Sejam muito bem-vindos ao mais novo bairro de Brasília: o Setor Noroeste!
A novidade é considerada como “menina dos olhos de Brasília”, e ainda garante consertar “todo o planejamento errado” da cidade, seguindo as normas internacionais de responsabilidade sócio-ambiental. Isso é o que dizem os especialistas e autoridades da capital federal. Ironicamente, quatro de cinqüenta e oito hectares de zonas intangíveis (não poderiam ser alteradas) já foram ilegalmente devastados.
A construção do Noroeste prejudicará o lençol freático que existe sob aquela parte do solo do cerrado, além de sobrecarregar as estações de tratamento de esgoto, que têm como principal ponto de desemboque o Lago Paranoá. Ou seja, além de destruição vegetal, a água que limpa a nossa cidade também ficará comprometida.
Como se já não bastasse tanto atrevimento, o novo bairro visa acabar com as pequenas tribos indígenas que habitam os arredores do chamado Santuário dos Pajés – que logo será assolado. É tanta a pressa para uma Brasília melhor que índios já tiveram suas casas queimadas e foram perseguidos com ameaças de morte – pelos próprios funcionários de construção.
Como é obviamente destacado nos parágrafos acima, caro leitor, superficialmente, esse estupro ambiental tem causado esperanças para a classe alta de Brasília. A matança dos nossos bens naturais é acobertada todos os dias pelo glamour, dinheiro e pela ganância.
Então, em meio a tudo isso, surge uma pequena dúvida; quem pagará o pato depois: a plebe ou os peixes grandes?
O fato é: para sofrer as conseqüências, todo mundo vai ter que entrar na dança. Você. Eles. Nós.

Um comentário:

Cleber Vaz disse...

Você pode conseguir perdão de todas as forças que regem o céu e a terra, menos a da natureza!